Perguntas e respostas
 

 1) O que é o tempeh?

   R. O tempeh é um alimento fermentado de origem Indonésia, produzido por meio da fermentação controlada de grãos de soja cozidos com uma cultura de Rhizopus, que promove      a união dos grãos, formando um bolo branco compacto. Com alto teor protéico  e repleto de nutrientes, possui um sabor de cogumelos e nozes e é altamente versátil na cozinha          vegana, podendo ser preparado de diversas maneiras. 

 

 2) O tempeh contém glúten?

   R. Não, o tempeh é isento de glúten, colesterol e conservantes.

 

 3) Qual é a validade do tempeh?

   R. O tempeh pode ser mantido em refrigerador (2 - 6°C) por aproximadamente 5 dias. Se estiver congelado, pode ser consumido em até 6 meses. Importante: não deve ser                    recongelado!

 

 4) Qual a quantidade de tempeh que pode ser consumida diariamente?

   R. Não existe um valor mínimo ou máximo, entretanto o tempeh é apenas uma parte de uma dieta bem balanceada.  Existe uma recomendação por órgãos governamentais de consumir cerca de 25g de proteína de soja diariamente, o que corresponde a aproximadamente 125 g de tempeh

 

 5) O tempeh é uma fonte de vitamina B12?

   R. Nenhum alimento de origem vegetal, fermentado ou não, contém a vitamina B12. Esta vitamina deve ser suplementada, principalmente pelos veganos, pois entre as suas                  funções está aquela de fazer a manutenção do sistema nervoso e formar novos glóbulos vermelhos no sangue. 

 

 6) O tempeh substitui a carne completamente?

   R. Não, assim como todas as leguminosas, a soja precisa ser combinada com cereais para fornecer todos os aminoácidos essenciais, aqueles que o corpo não produz.

 

 7) Existe diferença entre a proteína vegetal texturizada (PVT ou carne de soja) e o tempeh?

   R. Sim, durante o processamento industrial para a obtenção da proteína vegetal texturizada, os aminoácidos são eliminados devido a desnaturação das proteínas, os antinutrientes    são mantidos e as toxinas não são neutralizadas. O Tempeh, por sofrer processo de fermentação, permite que os aminoácidos se tornem biodisponíveis para absorção, além de          erradicar os fatores antinutricionais e as toxinas.